Eu vi Ronaldo.

Eu vi Ronaldo surgir para o futebol. Dentuço e franzino, já chamava atenção com a camisa do Cruzeiro. Vi Ronaldo acompanhar a copa de 94 como ilustre coadjuvante, e vi quando começou a conquistar a Europa em terras holandesas. Lembro bem de quando Ronaldo assombrou o mundo atuando pelo Barcelona. Suas arrancadas do meio campo são eternas. O problema médico antes da final de 98 manchou uma das maiores campanhas de um jogador em um mundial. O vice campeonato era pouco pra tamanho talento. Na Itália Ronaldo virou Fenômeno e reinou com a camisa da Inter. Foi quando que em uma arrancada ao seu estilo, caiu aos prantos com uma gravíssima contusão de joelho. Ouvi muitos dizerem que o Fenômeno estava morto para o futebol, mas na reta final para a copa de 2002, vi ele ressurgir. Foi a sua copa. Artilheiro do campeonato, dois gols na decisão. Mais do que nunca, Ronaldo foi fenômeno. Tive também a honra de ver Ronaldo atuando pelo Real Madrid em um dos melhores elencos da história, e o vi ainda mais imortalizado ao marcar seu décimo quinto gol na copa de 2006 e se consagrar o maior artilheiro da história das copas. Eu vi Ronaldo sofrer outra contusão jogando pelo Milan, e o vi renascer mais uma vez brilhando em sua primeira temporada com a camisa do Corinthians. E é justamente o fato de ter visto tudo isso que faz dessa segunda-feira um dia muito triste. Ronaldo vai parar. Nunca mais vou vê-lo em campo. Suas arrancadas, seu raciocínio rápido, seus dribles. Tudo isso vai virar arquivo. Nunca mais verei o Fenômeno comemorando um gol com o dedo indicador levantado. Sem dúvidas, hoje será anunciada a aposentadoria do maior jogador que tive a honra de ver jogar. Ronaldo é e sempre será um dos grandes. Tenho orgulho de ter acompanhado sua carreira desde o início, e ter tido a chance de vê-lo jogar no estádio por algumas vezes. Espero que agora ele tenha a devoção que merece por parte de nós brasileiros. É triste perceber que as novas gerações não tem o respeito que deveriam por esse nome. Mas a de se compreender. Eles não viram o que eu vi. Eu vi Ronaldo.


14 de fevereiro de 2011

Uma resposta para “Eu vi Ronaldo.”

  1. Romulo Reis disse:

    Concordo com cada palavra escrita nesse texto.
    Ele foi o melhor que também vi jogar. Ficará sempre em nossa memoria o apelido FENOMENO.
    Saiba que seus gols, dribles e jogadas inesqueciveis ficaram na memoria de muitos.

    “Ronaldo é e sempre será um dos grandes…”

    Abração
    Rafael

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *