Falso Moralismo

Esse texto é para você que saiu da sala de cinema revoltado com as verdades estampadas no filme “Tropa de Elite 2”, ou para você que se acha um injustiçado quando assiste aos escândalos políticos de Brasília em um noticiário qualquer. Apontar o dedo e julgar o sistema carcerário ou político do Brasil é fácil. Criticar e condenar entidades corruptas como é o caso da igreja, justiça e polícia, isso é mole. Agora me diga com o que sobrou da sua sinceridade: Será que nós, reles mortais, somos assim tão melhores que eles? Você que já pagou propina para um policial te aliviar de uma multa e você que aceita propina nessa ou em qualquer outra circunstância. Você que faz carteira de estudante falsa para pagar meia entrada. Você que apresenta ou fornece atestado médico falso para abonar falta no trabalho ou na escola. Você que sonega imposto ou faz gato para pegar o sinal de TV a cabo. Você que sustenta o tráfico de drogas comprando, vendendo ou simplesmente consumindo entorpecentes. Você que já cadastrou endereço falso para ter algum tipo de benefício e você que sustenta a pirataria comprando CD e DVD na ferinha da esquina. Você que reduz a quilometragem do seu carro usado antes de vender ou que compra carro sinistrado e vende como se não o fosse. Você que já comprou algum trabalho acadêmico ou mesmo que já vendeu algum. Você que se acha o máximo por ter um celular “bodinho” e você que vive parando o carro no estacionamento reservado para deficientes. Você que já roubou chocolate antes de entrar no cinema, você que já entrou pela porta dos fundos do ônibus ou você que subornou o garçom para aliviar a sua conta.Você que cobrou para fazer uma prova com o nome de outra pessoa, ou você que já pagou para fazerem por você. Você que comprou diploma do ensino médio para ingressar na faculdade. Você que vende o seu voto em troca de favores futuros ou você que pede pro seu colega assinar o ponto ou a chamada por você. Coisas simples, coisas graves. Tudo caracteriza um mesmo tipo de caráter. Você que faz uma ou várias dessas coisas, ou até outras não citadas, mais ou menos graves, e ainda se sente no direito de julgar, você é um hipócrita. Na verdade o que você sente em relação aos políticos não é revolta. Passa mais por inveja. Afinal se tivesse no lugar deles, certamente faria a mesma coisa ou até pior. O ser humano é assim por natureza, precisa apenas de uma oportunidade para provar isso. E não precisa negar, justificar ou prometer que vai mudar, basta apenas assumir a sua parcela de culpa nessa nossa sociedade podre, e parar com o seu falso moralismo. Obrigado.


11 de fevereiro de 2011

3 respostas para “Falso Moralismo”

  1. Karla disse:

    Nossa, como esse texto de 2011 passa perfeito pra esse ano 2014.
    Descobri seu site hoje e vi que é goiano…Como moro no exterior faz anos e tenho muita saudade de Goiania resolvi ler mais um pouco do seu blog…e estou gostando muito.
    Obrigada por compartilhar tudo o que sente (nem todo homem consegue isso :-))
    Desculpe pela falta de acentos… teclado noruegues nao tem isso!!

  2. Nara disse:

    Como disse Carla acima, um texto de 2011 que serve tanto para 2014, como para 2015 e infelizmente ainda vai servir por tantos anos !

  3. Cary Quares disse:

    Aprendi que a vida é uma escola, e que estamos todos no primário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *