"Não prometo sorrisos nem lágrimas, mas é provável que aconteçam."

Meus primos, meus irmãos.

Em tempos de famílias reduzidas, com poucos filhos e irmãos distantes, eu sempre tive meus primos. Os mais velhos que me apresentaram o mundo, e os mais novos que me fizeram parecer importante. Os da minha idade que cresceram junto comigo e os bem mais novinhos que foram minha primeira experiência paterna. Tenho aqueles primos […]

Leia Mais


11 de abril de 2012

Opte pelo eterno, ignore o momentâneo.

Poucas coisas duram para sempre, principalmente no que diz respeito a um relacionamento. A beleza acaba com o tempo, as prioridades mudam, os gostos e as opiniões também. Quase tudo que você ama em alguém pode ser cruelmente apagado pelo tempo. Aquele olhar perde o brilho, aquela barriguinha se multiplica, os bens materiais se vão. […]

Leia Mais


6 de março de 2012

Solidão por escolha.

Viver sozinho vicia. Chega uma hora que gente incomoda. Dá uma espécie de gastura, e é essa gastura o primeiro passo para a solidão. É claro, só gosta de solidão quem nasceu pra ser solitário. Só o solitario gosta de solidão. Quem vive só e não gosta de solidão não é um solitario, é só […]

Leia Mais


29 de fevereiro de 2012

Tudo aquilo que nunca foi dito.

E se houver alguem aqui que seja contrario a esse casamento que fale agora ou se cale para sempre. Eu tenho. Tenho porque não  posso permitir que esse casamento se concretize sem antes dizer algumas palavras, sem antes soltar do meu peito algumas coisas que estão presas já faz algum tempo. A verdade e que […]

Leia Mais


6 de fevereiro de 2012

O outro lado da moeda – Episódio I

O lobo Era início de Primavera na Irlanda dos anos 60. A Floresta Mediterrânea ainda sofria as consequências de mais um inverno rigoroso. Os animais da Floresta tinham rumado para o sul. A fome era sua companheira. O velho e generoso lobo morava alí sozinho desde que sua velha companheira se foi. A estrada estadual […]

Leia Mais


10 de janeiro de 2012

Você é triste por que ?

Acho que na verdade todo mundo tem uma tristeza. Lá no fundo, bem lá dentro mesmo, todo mundo tem. Posto que todo mundo a tenha, vai de cada um a forma de conseguir controlá-la. Alguns fazem tão bem que chegam a transmitir uma paz infinita. Outros a transmitem até mesmo na sua forma de caminhar. […]

Leia Mais


23 de dezembro de 2011

Amor de mãe.

Revirando coisas antigas encontrei uma redação que escrevi quando tinha ainda meus 14 anos de idade. Coincidência ou não, era exatamente isso que eu precisava escrever no dia de hoje: ” MÃE! Como uma só palavra pode simbolizar tanto? Talvez porque o nosso alfabeto não conseguiria em sua simplicidade, retratar em palavras o que o […]

Leia Mais


25 de outubro de 2011