Você não tem esse direito

Você não tem esse direito

“Acho que é melhor a gente terminar por aqui.” Foi assim que você terminou aquela mensagem de texto. Você escreveu como se estivesse devolvendo uma mercadoria emprestada que já não era mais necessária. Você escreveu e eu fiquei uns dias digerindo essas palavras. No início eu fiquei mal. Fiquei triste porque eu não consigo me acostumar com a naturalidade desse mundo em tornar as relações descartáveis. Com esse desrespeito que as pessoas demonstram pelos sentimentos umas das outras. Eu fiquei mal porque mais uma vez permiti que alguém entrasse na minha vida prometendo as mesmas coisas, e tudo acabou outra vez igual. Hoje, depois de algum tempo, eu resolvi te responder. Sinceramente, ainda não consigo definir se você realmente se esforçou ou se aquele início florido não passou de um mero teatro. Também não consigo dizer se você não foi tornando tudo mais difícil de propósito até que chegasse ao ponto que chegamos. Talvez você tenha realmente tentado, pode até ser. Isso tudo eu não tenho condições de julgar. No entanto, eu só queria te lembrar que você chegou aqui e encontrou o meu coração em ordem, depois de passar por alguns terremotos. Eu te avisei do meu medo e do meu passado e você se mostrou disposto a enfrentar tudo isso. Você chegou devagar, com zelo, cuidando de cada ferida aberta e me fazendo acreditar novamente. Você não começou tudo isso por mensagem. Você não me contou os seus segredos por mensagem. Nós vivemos tudo isso pele na pele. Tudo isso você fez aqui, olhando nos meus olhos. É claro que você tem todo o direito de seguir a sua vida sem mim, mas precisava terminar de uma maneira tão covarde algo que você mesmo se esforçou tanto para conquistar? Para que tanto cuidado no início e tanto desleixo no fim? Custava deixar a boa impressão e as boas lembranças? Já que não somos mais nada mesmo, fica aqui um toque de alguém que passou pela sua vida. Você não tem obrigação de se comprometer com ninguém, caso não queira, mas isso não te dá permissão para se passar por alguém que você não é e nem muito menos prometer algo que não está disposto nem mesmo a tentar cumprir. Não seja tão irresponsável com o coração alheio. Você não tem esse direito.


2 de outubro de 2017

12 respostas para “Você não tem esse direito”

  1. Ana Criscia disse:

    Eu realmente precisava ler esse texto, foi como um tapa na cara pra mim… 🙁

  2. Amei linda poema quero ler seus livros 📚 parabéns

  3. Francynne disse:

    É um mister de sensações ler cada um dos seus textos Rafa.
    Me sinto lisonjeada, em poder degustá-los.

  4. Flávia Michele disse:

    Há anos que você é minha inspiração quando a barra fica difícil. E mais uma vez você escreveu o que de momento se passa em minha vida!
    Você não tem esse direito!! hahaha …Parabéns!

  5. Débora disse:

    Do nada agora me deu vontade de ler textos em blogues e tal, cai nesse teu aqui e Só queria te dizer que amei!! *-*

  6. Lourana Coutinho disse:

    Esse texto , definitivamente e fodaaa !!!

  7. Sabrina Miurini disse:

    Quando encontrei meu namorado atual, a casa estava em ordem. Há muito sem alguém, aprendi a ser só e gostei verdadeiramente disso. Não estava nos planos me apaixonar, mas aconteceu. No começo, ele tinha dificuldade de se entregar e eu a maior apaixonada do mundo. Por esse fato é também por ser a primeira namorada, coisas ocorreram que me magoaram profundamente. A mulher alegre e entregue, cedeu espaço a uma que desconheço: insegura e sem energia. Minha maior dificuldade é esquecer uma mágoa. Estou cheia delas, embora admita que ele tem se esforçado. Talvez o esforço tenha vindo tarde demais. Pessoas muito intensas se entregam de cabeça, mas quando desanimam… Também o fazem de cabeça. Amar não é fácil!

  8. Rafaeli Simões disse:

    Fiquei encantada com esse, e com os outros textos que li aqui, obrigada eles me ajudaram muito a refletir.

  9. dieny candido disse:

    Eu me apaixono e vivo cada texto que leio, cada palavra que esculto, cada mensagem que vejo. Você é realmente toca a vida de muitas pessoas em diversas historias que conta , e o mais legal a forma de superacao ou de olhar as coisas e as tornaram não mais fácil mais sim um certo tipo de incentivo e isso faz muita diferenca, e eu sou muito fã do seu dom . Meus parabéns você é mesmo incrível

  10. Bi disse:

    Esse texto caiu como uma luva pro meu momento. Tive um relacionamento de dois anos e meio e nunca achava que fosse acabar, pois éramos cúmplices, parceiros, tínhamos muito companheirismo tem horas que me pego pensando o que foi que faltou pra tudo isso acabar de um dia pro outro. E pior de tudo foi eu ter que ouvir da pessoa que inclusive já está com outra é: para de ser trouxa ficar ligando pra uma pessoa que não gosta de você mais, segue a sua vida. Agnt não entende como num dia em menos de um mês a pessoa dizia que te amava, fazia juras e agora é frio. Mas às vezes precisamos tomar um esporro desse pra aprendermos a deixar de ser “trouxa” e seguir a vida.
    Parabéns pelo texto bem exato pro meu momento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *