Era só carência

Era só carência

O problema é quando você confunde carência com saudade. Quando acha que aquele aperto no peito tem destinatário certo. Quando tenta se convencer de que aquela página virada seria a solução para as suas angústias. Pode ser que não seja nada disso, sabe? Talvez você só tenha tido um dia difícil. Talvez seu chefe estivesse especialmente chato naquela manhã, seu ciclo menstrual não esteja colaborando, sua vizinha tenha comprado o carro dos seus sonhos ou sei lá… Dias complicados acontecem com todos nós. O perigo é quando junto com a tristeza vem a carência. Sim, ela mesma. A responsável por 96% das cagadas do mundo, especialmente quando se apresenta disfarçada de saudade. É quando você lembra daquela pessoa que mora em outra cidade, do rapaz que te deu uns beijinhos e depois desapareceu ou do outrora falecido e por hora ressuscitado ex. É bem nessa hora que a banana come o macaco. É que a malvada da carência tem aquele velho poder de apagar tudo de errado que determinada pessoa fez e ficar martelando os míseros momentos agradáveis. Mas quer saber de uma coisa? Talvez você não precise daquele abraço específico, mas somente de um abraço. Um gesto de carinho, uma conversa amigável, uma dose de afeto, um sexo caprichado. Percebe? Você não precisa dele, você só precisa de alguém. Tudo bem se você é uma moça criada na catequese e que só deu o primeiro beijo brincando de “verdade ou consequência” com 14 anos. Também não precisa sair catando o primeiro que passar na frente da sua casa, muito menos ligar ou mandar aquela mensagem desastrosa para o falecido. Foi justamente pensando na sua situação que alguns gênios inventaram a Nutella, o brigadeiro e o sorvete de flocos. Foi pensando também em mulheres no seu estado que o cinema de Hollywood já gravou centenas de comédias românticas. É por isso que o Nicholas Sparks e o John Green estão ricos e o tal do Rafael Magalhães não para de ganhar leitoras. Existe um mundo preparado para te abraçar, para te entender e para te acolher sem que faça uma grande merda antes dessa fase passar. A carência é como uma tempestade de verão. Chega sem avisar, faz o maior estrago e quando menos se espera vai embora. Para tamanho dilúvio não existe guarda chuva que dê jeito. O que resta agora é se aconchegar no sofá da sala e esperar as trovoadas passarem. Amanhã é outro dia e logo cedo o Sol há de bater na sua janela. Lave o rosto, prenda os cabelos e saia lá fora para ver o céu. O azul é sempre mais intenso depois de um longo dia de chuva.


2 de setembro de 2014

88 respostas para “Era só carência”

  1. Gabriela Santos disse:

    Parece que escreveu pra mim, precisava ler isso! Seus textos são ótimos!

    • Erika Rodrigues disse:

      Ola Rafael,

      Como sua própria descrição faz menção tão especifica sobre sua habilidade de transformar em palavras leves o que muitas vezes é difícil expor o que se sente. confesso que você me dá um misto de sensações dentre elas a curiosidade com que se faz tão preciso e leve ao descrever apenas o q se vê nem sempre o que se vive! Fico admirada com tal talento e ainda mais curiosa por querer saber a origem disso tudo, a habilidade, os temas, o jeito próprio de fazer uma narrativa onde não se encontra adjetivos e palavras a não ser: O cara é bom! E repetir: O cara é bom! e claro proliferar cada vez mais Foi justamente pensando na sua situação que alguns gênios inventaram a Nutella, o brigadeiro e o sorvete de flocos. Foi pensando também em mulheres no seu estado que o cinema de Hollywood já gravou centenas de comédias românticas. É por isso que o Nicholas Sparks e o John Green estão ricos e o tal do “”Rafael Magalhães não para de ganhar leitoras”””.
      Para fechar, tenho sim um desejo, um dia sentar em uma rede de frente para o mar e troca horas de papos furados e idéias insanas com você, afinal pessoas e lugares assim sempre é bom perde tempo sem se perceber!
      Abraços!
      Erika Rodrigues

  2. Gabriela disse:

    Parece que foi escrito para mim, precisa ler isso. Rafael seus textos são ótimos!!!

  3. Carol Ribeiro disse:

    Cada texto uma emoção , a perfeição de suas idéias me deixa extasiada ! Parabéns

  4. Bianca disse:

    Estou apaixonada, sério !
    Seus textos são tudo que eu precisava, cheguei a mensionar com minha amiga que você é um cara mais que especial, seus pensamentos são certos e me fazem ter determinação nas coisas que faço, achar seu blog foi extremamente importante pra mim, só te peço uma coisa: Nunca pare de escrever, por favor , sempre estarei aqui pra ler. *-*

  5. Milene disse:

    Então me dá um abraço?! Rss brincadeira. Seus textos são ótimos. Aprender a driblar a carência não é muito fácil, principalmente quando a TPM vem junto, mas suas dicas são muito boas! Rss Parabéns pelo sucesso do blog!

  6. Nossa! Vc consegue tocar na nossa alma! Como consegue sentir e entender o que sentimos? Parabéns!

  7. Jaqueline disse:

    Oi Rafael!!
    A carência bateu na minha porta,depois de uma noite meia boca,..Então mandei uma bela mensagem para o meu ex,ele achou lindo e tal,…Mas relendo o texto percebi que o escrevi pq a noite que prometia ser agradável,foi ruim.
    Teus textos são ótimos!
    Abraço.
    Jaqueline Valente Sá

  8. Fátima Helena Melo disse:

    Nossaaaa, preciso dizer que escreve lindamente, parabéns !

  9. Larissa disse:

    Mais um texto sensacional!!! Você escreve exatamente o que passa na cabeça das mulheres,entende perfeitamente! Parabéns! Esse de hoje foi pra mim!!!

    Beijo.

  10. Raphaella disse:

    Seus textos são perfeitos , ajuda mt ler umas palavras assim …

  11. Amanda disse:

    cara, mto eu!

  12. Carmeíza Araújo disse:

    Amooo seus textos… parece que escreve pra mim!!

  13. Morgana dos Santos disse:

    Oi, sua mais nova fã está por aki lendo esse texto perfeito, cada palavra sitada compreende o seu lugar…acredito que nem Nicolas Sparks no seu melhor dia tenha escrito palavras assim….sentimentos que realmente passam por todos e deixam marcas que ficam…
    Deus ilumine sempre seu caminho!!!
    Abraço.

  14. poderia dizer até que tu é uma mulher disfarçada de homem haha. A carência é realmente uma vilã. E por isso que você também ficará rico como o Sparks e o Green lol! ótimo texto, como sempre… =]

  15. Milena disse:

    Estou adorando seus textos, a cada dia um melhor que o outro. Eles tem me ajudado muito a superar uma má fase que estou vivendo…
    =)))

  16. Tati disse:

    Muito Show….

  17. Caroline Fabrício disse:

    Não tenho palavras para descrever o que esse texto me fez sentir…
    Parece que cada palavra foi escrita pra mim.
    Rafael você é espetacular! Não vejo a hora de poder ter o teu livro nas mãos!

  18. Jacqueline Sampaio disse:

    Inacreditável a capacidade que você tem de captar a alma feminina e a sensibilidade com que você a coloca no papel. Eu estou apaixonada, mando o link do site pra todas as minhas amigas, me identifico a cada novo texto…parabéns!!! E obrigada por ocupar parte do seu tempo com isso, você é, sem sombra de dúvidas, um cara especial! Boa sorte com o livro! #ansiosa

  19. Claudia Estevão disse:

    As vezes me pergunto se você é homem mesmo KKKKKK…..

    Simplesmente fantástico o seu ponto de vista de carência assim como tantos outros kkkk

  20. maria disse:

    Esse testo sim vale a pena lê. Parecem que realmente muitos trabalham pra entender esse sentimento.
    Como fala o filme A culpa é das estrelas
    se quiser arco-íris tem q aguentar a chuva.

  21. Vanessa disse:

    precisavalerisso#

  22. Natalia disse:

    Não conhecia seus textos, nunca tinha ouvido falar,até que um amigo compartilhou no FB um dos seus textos.Li e desde então acompanho seu trabalho.Fico simplesmente “de cara” como seus textos são maravilhosos e tenho a certeza de que todos se identificam nem que seja com uma parte pequena dos textos .Fico imaginando o livro.Por falar em livro,quando vai publicar? Ou já tem ?
    Aprecio seu trabalho.Um grande abraço.

  23. Paula disse:

    Affff….chego a sentir raiva das coisas que tu escreve…como é que pode ter uma sequência de textos tão interessante…e escrever em momentos tão oportunos? Como você fala do que praticamente todo mundo já viveu ou ainda vai viver…não tem como não se identificar com algum dos seus textos. O mais interessante é que você é homem (se isso não for um pseudônimo…rs) e os textos em sua maioria são direcionados para o público feminino, basta observar o feedback nos comentários das muitas mulheres, garotas e meninas que se identificam! Vou continuar acompanhando seu trabalho…até porque acho que esses textos merecem virar crônicas e das crônicas quem sabe um livro…dá uma olhada num autor chamado Fabrício Carpinejar…acho que você vai gostar dele! Eu pelo menos adoro!

    • Julie Rafaela disse:

      Precisa-se dizer mais alguma coisa? depois de tantos elogios acompanhado de uma dose de admiração.
      Empolgantes, Realidade em cada texto.

      Muitos Voos de Sucesso, merecidos…

  24. Pricila disse:

    A não ser que vc viva a minha vida.. não faz sentido seus textos serem tãaaaaaaaao parecidos comigo! Caraca… amoo seus textos <3

  25. Monica Del Roveri disse:

    Eu sei lá…tá todo dia assim…
    Que carência é essa? Saudade…vazio…
    Tô me sentindo um nada…

    Vai passar…
    Adoro seus textos. Parabéns viu..
    Espero que você tenha alguém aí bem pertinho pra te abraçar…pois era só isso que eu queria agora…

    Valeu!

  26. Kátia Palma disse:

    Mega coincidência!! Comentei com uma amiga que eu estava com saudade de um ex paquera… fiquei com vontade de mandar mensagem para o falecido… li seu texto e percebi que era só carência, que, inclusive, já passou!!!

  27. Thallyta disse:

    Tive uma crise de carência justo no fim de semana que encontrei meu ex, já sabe né.. achei que estivesse apaixonada de novo. Quando li esse texto entendi o que estava sentindo, parece que entraram no meu coração e tiraram essas palavras. Rompi de vez com ele (que agora me odeia) e estou tentando dar um ponto final (dessa vez definitivamente) na nossa história. Muito, muito, muito obrigada, Rafael!

  28. Jacyra disse:

    Nossa, quando li…de imediato indiquei a um amigo que estava meio que perdido na vida amorosa..Voce nem sabe o bem que fez a esse cara.!! Mas uma vez parabens.

  29. Jacy disse:

    Choro toda vez que leio, passa um filme da minha vida com personagens importantes. Pessoas que hoje vejo que realmente era so carencia e nao saudade. Pessoas que com o passar do tempo deixarao de ser carencia e passarao a ser lembrancas. E diferente, quando nao se existe momento ruim, apenas bons momentos nao se trata de carencia e sim de saudade. Estou assim nesse exato momento, sentindo saudade. O tempo e o melhor remedio, acredito que tudo na vida existe um proposito de Deus, nao foi a toa que conheci seu Blog Rafael, foi minha” saudade “que me apresentou voce. Mas uma vez , meu muito obrigada por cada palavra dita.

  30. Isabel Corrêa disse:

    Ahhhh, que belas palavras!
    Deus te abençoe

  31. Audelania Cruz disse:

    Texto perfeito .. parabéns..

  32. Andorinha disse:

    Rafa, você é brilhante. Genial mesmo.

  33. Marianne Tardin disse:

    Seu texto é um “luxo”!!! Amei… Ganhou mais uma admiradora!!!

  34. Suellen disse:

    Genial. Me retratou. Ri de mim mesma!

  35. Andreia disse:

    Realmente saudade eh diferente de carência. Brilhante texto e sensibilidade aguçada. Parabéns escrever sobre esses sentimentos que, as vezes, nem nos mulheres entendemos tão bem como voce.

  36. Camila OLiveira disse:

    Super me identifiquei…Amo todos os textos, lindos 😉

  37. Camila OLiveira disse:

    Super me identifiquei…Todos os textos são lindos, amo todos 😉

  38. Gessica disse:

    Meu Deus!!!
    Essa daí sou eu, alguém te contou minha historia e vc me jogou indireta..kkkk
    Brincadeira a parte, estou impressionada com seu belo trabalho… conheci seu trabalho ontem e já me tornei sua fã numero 1. Parece que tudo o que escreve é sobre mim, pra uma pessoa que está com o coração aos pedaços 🙁
    Mais uma vez e outras milhões de vezes, parabéns pelo seu trabalho..
    Bjo no coração..

  39. jordane disse:

    lindoo maravilhoso e perfeito
    e tao euu rsrsrs

  40. disse:

    Olha onde a carência chega, acho que estou apaixonada por vc hahaha 🙂

  41. Daiana disse:

    Que loucura!!!! Tive um misto de sensações… Fiquei meio constrangida, me sentindo desnudada, um pouco preocupada com a certeza que mtas vezes agi motivada por esse sentimento e fiz merda…Mas, por fim, ri mto!! Mais uma vez sinto que vc escreveu pra mim! E não é a toa que “o tal do Rafael Magalhães não para de ganhar leitoras”. PARABÉNS!!! Que nunca lhe falte inspiração, entusiasmo, criatividade e sensibilidade para escrever porque quero ler sempre mais!! bjs

  42. Ana disse:

    Muito bom os seus textos, parabéns! Parece que você conhece a alma feminina, você fala com naturalidade sobre o nosso interior. Obrigada por entender e colocar em palavras o que não conseguimos e não ousamos falar.

  43. Tiago disse:

    Amigo, muito bom o texto, me fez ver os momentos de tristeza e nostalgia de outra forma, “O amor da minha vida” as vezes é realmente e tão somente a carência. parabéns pelos escritos! ah e você deve ta comendo geral com esse site… hahahaha abraços!

  44. Maria Tereza disse:

    Interesante, ilário e superpertinente! Mas a pergunta que não quer calar: porque direcionar exclusivamente a mulheres se todos passam por momentoa de carência?

  45. Bruna disse:

    Comecei a ler seus textos, e hoje faz parte dos meus cotidianos!!!!

  46. Xi coração disse:

    Olá Mundo !
    Adoro Abraçar !
    Obrigada por partilhar emoções tão boas .
    Bjinho
    Maria

  47. vanessa garcia disse:

    estou na fase de ficar no sofá, aguardando as trovoadas passarem!!!!!

  48. Yuri disse:

    Ola Rafael talvez voce nao leia o que vou escrever aqui, mas posso esta de acordo com alguma palabras escritas em seu blog, talvez nao sou expert para falar de relacionamentos, toda minha vida somente estado com um cara… Somente 1 pessoa toco meu coracao quando eu tinha 14 anos, e estivemos juntos por 3 anos… Un periodo suficiente para eu declarar q ele era a pessoa que tanto sonhei, eu sempre acreditei que duas pessoas ( independe sex) poderia criar uma vida perfeita com cachorro gato e periquito, mas nao foi isso q aconteceu em nosso “contos de fada” eu sonhava q com essa pessoa teria uma vida perfeita.. E terminariamos felizes para sempre, ate chegar em casa no dia fo meu aniversario e encontrar o meu companheiro de 3 anos com
    Outra pessoa em nossa cama, entao meu mundo desmoronou… A cinderela abril os olhos para a realidade… Ja se passou 8 snos e ate hoje nao encontro uma pessoa que me seja um pouco parecida comigo… Ta dificil.. Muitoooo… Hoje nao existe amor.. Carinho… Nao ha mais aquela forma de agradar a pessoa que agente quer, tudo e rodiado por corpo e status, e sabemos q um dia o corpo se vai.. O dinheiro: uma hora acaba…
    Hoje de verdade estou sozinho faz mais de 8 anos, 8 anos q nao consigo encontrar a minha cara metade… Machucado? Naooo, estou fortacido, fechado y talvez , talvezzz esperando a pessoa q vai chegar na hora certa… Mas de verdade ja csncei de esperar… Cancei de receber olhadas de pessoas, e pensar q aquela pessoa seria a pessoa para estar ao meu lado…
    Todos os dias durmo sozinho e desperto mais sozinho ainda.. Sou feluz solteiro? Sim sou, mas quero mais que isso, quero alguem q me faca da gargalhadas e risos sem ter o porque … Quero ser amado e poder dar todo amor que tenho encubado dentro de min…

  49. Samara Bandeira disse:

    Texto incrível… Através de um trecho de um de seus textos, conheci seu blog e tive o prazer de conhecer seu trabalho. Parabéns!!!

  50. Paula Alencar disse:

    Você me conhece? rsrs… Texto escrito para mim!

  51. viviane selzler disse:

    Nossa… Texto tão eu…

  52. Ana Paula Honorato disse:

    Cada vez mais viciada nisso aqui, não satisfeita em apenas te acompanhar pelo instagram, o seu blog tem sido minha leitura diária… Parabens Rafa, kkk já me sinto intima, já que tenho quase certeza que vc escreve isso tudo, sabendo da minha vida. Beijos!

  53. Maria Inês disse:

    Exatamente o que aconteceu comigo estes dias… 5 meses sem ver o meu ex e bastou um olhar para aquele sentimento voltar a vir ao de cima. Não sei se é saudade, ou a maldita carência. Falamos, rimos como antes, foi tudo tão bom como antes, até o sexo. Mas depois lá vem aquela parte, a despedida. Em que ele diz que não vamos reatar o namoro. No fundo eu sei que não iria dar certo mas apego-me aquele conforto de ter alguém do lado, a segurança que é ter alguém. Não sei se ainda o amo, mas sei que por causa de umas horas de bem estar agora tenho muitas mais de sofrimento pela frente porque o sentimento voltou a tona e agora vai demorar outra vez a ir embora… Maldita carência!

  54. carolina cortez disse:

    seus textos são doces como chocolates

  55. Lorena Canova disse:

    Acho que nunca li, algo que se encaixasse tanto assim, hoje mesmo eu me peguei pensando em tudo isso, e o quão cruel eu estava sendo comigo mesma em remexer em toda aquela ferida. Ainda sem palavras por esse texto, amei. Parabéns.

  56. marcella disse:

    Parabéns ,VC arrasa nos textos.

  57. Analu disse:

    Poderia ter escrito duas horas antes …Já fiz a merda :'(

  58. Samara disse:

    Parabéns.. é um ótimo texto!

    O azul é sempre mais intenso depois de um longo dia de chuva

  59. Dienny disse:

    Tudo mto lindo!!! Parabens

  60. Nossa Rafael, já li e reli esse texto. A carência é desgraçada, faz a gente fazer cada besteira que não vale a pena. Obrigada por fazer textos assim. Afinal, algumas burrices não acontecem pq algumas pessoas leiam seus textos tipo esse, e percebem que o melhor é deixar a carência passar. Obrigada Rafael.

  61. Josélia disse:

    Rafael, esta foi a primeira vez que cai na sua página. Fiquei sem palavras ao ler as suas… Você descreveu tão bem o que estou sentindo agora! Que bom entrar em contato com o seu texto antes de fazer uma cagada… agora é só me aconchegar no sofá e esperar passar…

  62. karol kaminski disse:

    Aqui me perguntando onde anda você pra uma boa conversa no meu dia de carência?
    É muita judiação, a cada texto, cada crônica que leio a vontade de te achar de te conhecer, de chegar no topo desse morro que faz o fundo, sentar do teu lado e conversar e quem sabe dali não saia mais um texto lindo?
    Tô ficando louca já, de tanta vontade de te conhecer! Isso é sério.

  63. Luana disse:

    O melhor texto seu que eu já li.
    Você é foda! Parabéns.

  64. Sabrina disse:

    Ameiiii é bem assim mesmo.
    Isso super acontece mesmo, e você acabou de tirar às minhas dúvidas…??????

  65. camila disse:

    O que dizer de você Rafael??? Foi surpreendente! Texto incrível!! Doida pra ler o próximo já. Bjss

  66. Bruna disse:

    Eu já ia fazer uma “cagada”, mas antes resolvi da um passadinha aqui e mais uma vez o seu texto definiu o meu momento. “Medo!” ? kkk Obrigado Rafa! Tu é muito bom mesmo! Já sou uma viciada no Precisava Escrever! Parabéns! ???

  67. Bruna disse:

    Eu já ia fazer uma “cagada”, mas antes resolvi dar um passadinha aqui e mais uma vez o seu texto definiu o meu momento. “Medo!” ? kkk Obrigado Rafa! Tu é muito bom mesmo! Já sou uma viciada no Precisava Escrever! Parabéns! ???

  68. Liliane disse:

    Rafael, tudo muito lindo! Amando seus textos!

  69. Maria Felicia disse:

    Belo texto!!!Parabéns!!!Rafa Magalhães

  70. Tânia disse:

    Muito boom… Certim pra mim esse texto..

  71. Giovanna Cely disse:

    Você Precisava Escrever, e eu Precisava Ler!

  72. Jéssi Ribeiro disse:

    Obrigada por existir. Estou passando por essa carência, mas sei que passará.

  73. Thais Fernandes de souza disse:

    Caraca como pode um homem entender tanto as mulheres affs kkkkkkk

  74. Roberta disse:

    E eu não consigo parar de ler seus textos. Eles viciam as nossas almas delicadas cara!!!! Meu Deus… Ano q vem vai para a Bienal daki do Rj por favor!!!

  75. Marcela Magalhães disse:

    arrasou é uma alma feminina no corpo de um homem.

  76. Camila Lemos disse:

    é por isso q sou grata a alguns gênios, e esse tal de Rafael Magalhães, 👏👏❤

  77. Fran disse:

    Demaaaaaaiiiiisssssss esse texto, assim como tantos outros que vc escreve!
    Voce consegue descrever perfeitamente como me sinto as vezes!
    Suas palavras dão aconchego e me fazem pensar e refletir, antes de tomar qualquer atitude desastrosa!
    Obrigada!

  78. Jacyelle Vieira Peres disse:

    Creio que seja carência kkkkk me identifico tanto com seus textos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.