Eu já me perdoei

Chega um dia em que você se perdoa. Pelos erros cometidos, pelas chances desperdiçadas e pelas escolhas mal feitas. E isso não por acomodação ou fraqueza, mas porque a maturidade ajuda você a reconhecer e respeitar suas razões e seus limites. Então você para de se cobrar por aquele sonho incompleto ou por aquele relacionamento que chegou ao fim. Entende que cada um só pode dar aquilo que tem e que nem sempre o seu melhor é suficiente. Aceita também que a vida é um ir e vir infinito e que certas coisas e pessoas realmente chegam com o propósito de partir, de deixar saudade ou de deixar um aprendizado. Compreende que em muitas situações passadas você foi obrigado a tomar decisões para as quais ainda não estava preparado e, aí, cria forças para reescrever o que foi mal escrito. Aceita que as pessoas que você ama também têm o direito de errar, que a distância não destrói amizades verdadeiras, que as opiniões adversas são as que mais te fazem crescer, que o medo é um combustível poderoso, que a saudade é uma cicatriz que vale a pena carregar e que a culpa é uma cela em que o carcereiro e o prisioneiro são a mesma pessoa. E então, depois que percebe tudo isso, você faz as pazes consigo mesmo e encara a vida com mais serenidade. Porque você entende, afinal, que precisa ser sempre o primeiro a se perdoar, já que é o único que conhece verdadeiramente seus motivos.


28 de abril de 2014

19 respostas para “Eu já me perdoei”

  1. Samantha disse:

    Que se mantenha viva o dom da poesia em sua vida,a esperança em sua alma e alegria.Afinal não se acontece com você,mas escrever me transporta para um mundo muito rico que só quem escreve e quem compreende realmente o sentimento . Inspirações para você sempre.

  2. Becka disse:

    Maravilhoso!!!!

  3. Dardara duarte disse:

    Que lindos textos,entrei no seu site hoje,e já me considero uma grande fã do seu trabalho. Você um dom incrível de expressar o que muitas pessoas sentem sem se quer conhece-las. Parabéns !!!

  4. Philipe Varela disse:

    Caro Rafael, sou apreciador de leituras interessantes, com pitadas de sensibilidade, inteligência e sensatez. Gostei muito do seu raciocínio e da sua forma de escrever.
    Esse texto acima, em especial, ficou perfeito!

    Parabéns! Abraço.

  5. Rute disse:

    Rafa (pois é, já me sinto intima), cada dia me apaixono mais pelos teus textos… são todos simplesmente FANTÁTICOS! Obrigada por adoçar um pouco essa vida meio amarga com suas palavras. As vezes acho mesmo que você lê nossas mentes e passa tudo pra um “papel”. Parabéns, você merece todo o sucesso que tá fazendo e não vejo a hora de ter seu livro em mãos (QUERO UM LIVRO DO @precisavaescrever). Que Deus te abençoe e conserve esse dom maravilhoso, afinal quero estar velhinha e curtindo seus textos.
    Beijão

  6. Daniela Alencar disse:

    Rafael, que texto maravilhoso! Cada palavra parece estar no lugar certo, na sintonia exata, do jeitinho que eu precisava ler. Andei pensando muito no tema estes dias. E tudo que você escreveu foi de encontro com as minhas reflexões. Parabéns! Você escreve muito bem! E me inspira a voltar a escrever, com uma boa dose de simplicidade e paixão. Abraço! 🙂

  7. Silvana Metrangolo disse:

    Feliz em ler teu novo texto, ele se encaixa em meu momento atual de vida. Não tinha ainda chegado a esse ponto, no fundo não tinha percebido que se eu conseguir meu perdoar, poderei aliviar meu coração … Estou em fase de reestruturação emocional, e desejo que tudo se encaixe !!! O tempo e a persistência são bons aliados. Desejo que Deus continue a iluminar TEU caminho e que continues a nos presentear com teus lindos textos e nos deixando com a alma emocionada … Hoje posso dizer que o meu mundo e o de todos os teus fãs é mais alegre e colorido por você exister nesse MUNDO

  8. Laura disse:

    Maravilhoso…. Adoro seus textos, sempre falando comigo.

  9. Sergio Raimundo disse:

    Bom dia Rafael!

    Leio sempre suas publicações, e gosto mto, pois retratam o cotidiano de um separado, rsrsrsrs! Já usei seus textos para refletir sobre mudanças em minha vida, não é fácil, mas um passo por vez é um dia após o outro!
    Continue escrevendo, podes ter certeza que do outro lado tem pessoas que gostam de ler seus textos!

    Forte abraço

  10. Valeria disse:

    Excelente texto.

  11. Lais Tavares disse:

    Perdoar é necessário, mesmo porque o que o passado é imutável, o que aconteceu, aconteceu…

  12. monique de oliveira disse:

    Perdoar não é uma atitude ocasional;
    é uma atitude permanente.
    – Martin Luther Kinng, Jr.

  13. Danilo Ramos disse:

    Bom dia!
    Texto maravilhoso. De fato quando a maturidade chega, não há como fugir, ou negar. Dói! Muito.
    É, de fato um processo doloroso. Chorei copiosamente quando li esse texto, indicado por um amigo, devido à uma fase bastante turbulenta em que estou passando na minha vida, e, no fundo da minha alma e coração senti verdade em cada palavra ai escrita. Obrigado por compartilhar isso com quem, seja qual for a razão, chegou até aqui!

  14. Dreyssy Araujo disse:

    Parabéns Rafa, todos os seus textos sem exceção de nenhum, são lindos. Mas esse! É simplesmente de tirar o folego, pois ele retrata de tal forma o ato do perdão que.. Fico até sem palavras pra descrever o que sinto por este texto, não é a toa que leio ele toda semana. Que Deus continue te abençoando, estou ansiosamente aguardando o segundo livro. Beijos!

  15. Denise disse:

    Belíssimo texto que nos faz repensar e agir!
    Maturidade, bendita que seja e bendito tempo.

  16. Sidna disse:

    Eu amo esse texto! ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.