Chavinho

chavesAlô, pessoal do céu! Preparem um belo sanduíche de presunto, um suco de limão, que pareça tamarindo e tenha gosto de groselha, coloquem o filme do Pelé para passar no telão, um bilboquê novinho e um pirulito desses bem grandões. O Chavinho está voltando para casa. Isso, isso, isso. Agora vai, finalmente, ser apresentando para os pais, ganhar uma roupa nova, poder dormir em uma cama bem macia e jogar futebol com uma bola de nuvem. Agora não tem mais piripaque, falta de paciência, brinquedo velho, pipipipi ou cascudo na testa. Podem avisar em Tangamandapio que o Jaiminho já reencontrou o seu velho amigo. Seu Madruga também está feliz, pronto para continuar com as aulas de boxe. Avisem também, lá na Vila, que o Sr. Barriga pode entrar sem se preocupar com qualquer acidente, que a dona Florinda precisa contratar um novo garçom para o restaurante e para o Professor Girafales que, infelizmente, terá que retirar o nome do Chaves da chamada na escola. Tratem de dizer ao Quico e a Chiquinha para tirarem essa tristeza dos olhos e se lembrarem da promessa que fizeram: despedir sem dizer adeus jamais. O Chavinho está bem, brincando com o Godinez no carrossel e jogando ioiô com os anjos em uma praia como a de Acapulco, um verdadeiro paraíso, muito diferente da casa da bruxa do 71. Quem não está muito bem aqui sou eu, revendo as suas histórias, olhando o seu barril vazio e morrendo de saudades. Meu amigo de infância colocou a trouxinha nas costas e se mandou. Eu sei Chaves, foi sem querer querendo, mas hoje, pela primeira vez na vida, você não me fez sorrir. Está perdoado. Vá com Deus garoto. Nos revemos daqui um tempo. Que travessura a sua, nos deixar assim tão de repente. Tinha que ser o Chaves mesmo.


29 de novembro de 2014

31 respostas para “Chavinho”

  1. Wesley disse:

    Parabéns pelo texto. Maravilhoso! Representa todo o sentimento de muitos que estão sem palavras e desorientados com a morte de nosso grande herói.
    Abc

  2. Lielson Wanderley disse:

    O texto é inacreditável , Rafael Magalhaes!!! Uma obra-prima! Conseguiu emocionar tão simples e extraordinariamente como o próprio homenageado! Não há palavras para que eu possa expressar o quão tocante foi! Parabéns!

  3. neilha disse:

    Perfeito texto!!! Perfeito!!!

  4. Ana Paula disse:

    Parabéns Rafa !
    Sua homenagem é tão linda que até pessoas famosas copiaram e não deram os créditos á você. Como eu compartilhei sua postagem quando bati o olho vi era seu. Claro que eu fui lá e comentei que o texto é seu. Dá uma olhadinha neste link.https://www.facebook.com/Guilhermecorinthiansoficial/photos/a.364484313665226.1073741825.142116782568648/686569284790059/?type=1&theater

  5. Marcello Moura disse:

    Lindo Cara ! Parabéns pelo blog. Fã !

  6. Adriana Barbosa disse:

    Lindo e emocionante! Você conseguiu captar toda a essência de um personagem que encantou e continua encantando crianças e adultos de todas as gerações. Parabéns e obrigada por compartilhar conosco.

  7. Juliana disse:

    Muito bom o seu texto!!!

  8. @nubibella disse:

    Fará falta!
    Talvez como ele mesmo disse será assim: “Eu vou plantar um pezinho de carambolas, que vai dar milhões de carambolas!”

    Abraços

    Nubia

  9. fabiane marcheti disse:

    Vc é perfeito no que faz parabéns,gostaria de me comunicar com vc,bjos

  10. Priscila disse:

    Parabéns pelos textos!
    Gostei tanto desse que acabei lendo outros, adorei todos que li… Vc escreve mto bem…. Mto sucesso!!

  11. Priscila disse:

    Gostei tanto desse que acabei lendo outros, adorei todos que li… Vc escreve mto bem…. Mto sucesso!! Parabéns!

  12. Que texto perfeito! Eu já li inúmeras vezes,e me emociono todas as sempre.Parabéns Rafael Magalhães.Uma belíssima homenagem que tenho certeza que tocou a todos.
    Sucesso!!!!!!!

  13. FERNANDA DE SOUZA disse:

    Maravilhoso o texto, resume tudo o que vivemos com o querido Chaves. Vi o texto no face e entrei para conhecer o blog. Simplesmente incrível você.

  14. Marcony Andhel disse:

    ”Eu prefiro morrer que perder a vida”
    Era seu pleonasmo mais verdadeiro, engraçado que de alguma maneira ele tinha razão: é preferível à morte que perder à vida, perder o riso, que vem ”sem querer mais querendo”, a felicidade de um Sanduíche mesmo que incompleto ou a possibilidade de encontrar alegria nas coisas simples. Com o ‪#‎Roberto‬ Bolaños na figura do ‪#‎Chaves‬ bastava, por um minuto, observar sua atuação gloriosa no fim de tarde que logo nos encontrávamos rendidos, Esquecendo de tudo aquilo que nos falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva.
    Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.
    Ser adulto não é perder os prazeres da vida – e esse é o único “não” realmente aceitável, Ele diria isso, isso, isso, isso. isso.

  15. Val disse:

    Parabéns Rafael linda homenagem, o cravinho fez todos rirem sem palavrão, só com a simplicidade.Hoje me peguei pensando e não acreditei que o chavito foi embora, mais será lembrado para sempre!saudades eternas. foi sem querer querendo!

  16. Val disse:

    Parabéns Rafael linda homenagem, o chavito fez todos rirem sem palavrão, só com a simplicidade.Hoje me peguei pensando e não acreditei que o chavito foi embora, mais será lembrado para sempre!saudades eternas. foi sem querer querendo!

  17. Clarissa Borges Rocha Pereira disse:

    Rafael, adorei seus textos, são muito bons, e falando do Chaves, ele vai deixar saudades . Você está de parabéns

  18. Clarissa Borges Rocha Pereira disse:

    Rafael, adorei seus textos, são muito bons, e falando do Chaves, ele vai deixar saudades . Você está de parabéns.

  19. Landa disse:

    Parabéns seus textos sao excelentes, chaves deixara muita muita saudade…

  20. Edu disse:

    Parabens sensacional o texto, me emocionei , essemeninofez minha infancia feeliz… pois e ,pois e ,pois e!

  21. Luisa disse:

    Não pude ler antes pq tava sem internet, mas de tudo que já havia escrito, foi o que mais me emocionou. Chorei! foi como se perdemos tudo de uma vez, o nosso herói Chapolin,o gurizinho que chorava no barril, o doutor que curava só cm uma pancadinhas da sua sacolinha, o ladrão bem intensionado que não queria carregar um morto na consiencia… Cirino de Bergerac, Dón ruan tenório, napoleão bonaparte, leonardo da vinci, charles chaplin, cristovão colombo… E com todo respeito o professor Jirafales errou quando disse que o conquistador do Mexico foi Hérnan Cortez, sem duvida foi Roberto Gómez Bolaños o conquistador do Mexico, e embaixador sentimeental da America Latina no mundo. Paz a sua alma.

  22. Sara disse:

    Temos que nos contar felizes, pois tivemos O Maior e mais incrivel de todos os escritores que fizeram historia e um ser humano maravilhoso. E diferente de todos os outros ele foi amado e reconhecido em seu tempo, em quanto estava vivo. não precisou morrer para que todos deçem valor ao incrivel Bolaños. Ele mesmo disse “Chapulim me abriu as portas, mas com Chavo ganhei carinho”. E è isso. temos que lamentar, mas não sofrer.

  23. Fernanda disse:

    Adorei ,Rafael. Seu jogo de palavras.

  24. Laís disse:

    Conheci seu blog hoje, já chorei com vários textos e tô aqui besta de ver que esse texto é seu! Ele foi muuito divulgado, foi o único que me fez chorar nessa época e eu nunca soube o autor! Parabéns Rafael! Vc conquistou mais uma fã hoje! (Que já era sua fã antes mesmo de saber quem era vc rs)

  25. Clebson. disse:

    Cara parabéns ?? digno de muitos aplausos, vc é foda em todos seu textos

  26. Ronaldo Adriano disse:

    Incrível, li esse texto somente hoje, um ano após e senti uma emoção incrível, como pode um pequeno texto expressar e detalhar anos e anos de risos. e por tamanha coincidência chegou hoje em minhas mãos a camiseta que comprei com os dizeres ” ninguém tem paciência comigo”

  27. wellison disse:

    muito bom este texto eu sempre venho aki ler ele e agora acredito que tera que fazer outro pois agora partiu o proff mais querido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *