O vazio de Gabriel

image1 (3)Gabriel acordou bem cedo, com a mulher que havia conhecido na boate da noite anterior deitada em seus braços. Enquanto ela tomava banho, enviou a tradicional mensagem coletiva de bom dia. Esta manhã as contempladas foram: a Bruna da academia, a Isabella do clube, a Janaína que o namorado estava fazendo intercâmbio na Bélgica, a Letícia irmã do seu amigo, a Renata amiga da Bruna da academia e a Juliana que estava de silicone novo. Depois, telefonou para Luana e combinaram o horário do almoço. Deixou a moça da boate (que ele não conseguia lembrar o nome) em casa e foi para o trabalho. No escritório, entre uma reunião e outra, dividiu-se entre as conversas no celular e as cantadas dedicadas a nova funcionária da recepção. Durante a tarde, postou a foto que tinha tirado na praia há cinco meses, mostrando a tatuagem e o abdômen que já não era mais o mesmo. No final do dia, desmarcou o cinema com a Aline, já que a Carla tinha decidido aceitar o mesmo convite e estava há alguns degraus acima na lista de prioridades de Gabriel, afinal, com a primeira ele já tinha ficado na semana passada. Após o filme, deixou Carla em casa dizendo que tinha que dormir cedo, mas, na verdade, foi encontrar com seus amigos no novo bar da cidade. Bebeu três cervejas, beijou duas desconhecidas, pegou o número de mais quatro e voltou para casa sozinho. Tomou um banho demorado. Deitou-se em sua cama e se sentiu vazio. Desejou não ser tão solitário. Relembrou o passado. Sentiu-se culpado. Quis voltar no tempo. Quis se apaixonar de novo. Quis ser diferente. Pensou na ex, chorou e dormiu.


1 de dezembro de 2014

23 respostas para “O vazio de Gabriel”

  1. Giovana Salgado disse:

    TOP!

  2. Anelise Barcellos disse:

    RAFA, seus textos são perfeitos!!!!! Eu amo todos. Leio mais de uma vez também. Quero muito comprar seu livro. E tenho certeza que conheço alguém exatamente igual ao Gabriel.

  3. jorge disse:

    esse vazio de Gabriel no meu ponto de vista, veio de uma forte decepção, de alguém que ela amou e foi traído ou trocado, por que ao contrario das mulheres homens quando se apaixonam, de verdade e complicado superar e mesmo quando já ta tudo “resolvido” já está em outro relacionamento etc. em algum momento ele sempre vai pensar no seu sentimento por aquela pessoa, tem o fato tbm do homem nunca demostrar fraqueza ou pedir conselho para amigos etc. tende a sofrer calado, isso sempre passa com tempo passa, ou não. parabéns texto maravilhoso

  4. Luciana disse:

    Bem a cara de muita gente! adorei ♡

  5. Juliana Nascimento disse:

    E o mundo se encontra cheio de “Gabriels”…

  6. Gabriel Gilla disse:

    Rafael, primeiro gostaria de parabeniza-lo pelo belo texto, de inicio parecia estar falando da minha pessoa rsrsrsr brincadeira!, mas na sua conclusão, ao menos na minha opinião, você deixou implícito que o melhor para Gabriel seria em sua juventude apaixonar-se, casar, ter filhos…, como se isso fosse a formula da felicidade, que na minha opinião também não é!
    Olhando pelo lado que você nunca dormiu com Gabriel e caso ele fosse chorar por um antigo amor, acredito que ele também não falaria para você ou para qualquer outra pessoa, o fim dessa noite na verdade poderia ser bem diferente, Gabriel poderia ter ido dormir feliz com a boa fase que vive com as mulheres ou simplesmente ligar para qualquer mulher de sua vasta lista de nomes e dormir sem que tenha tempo para pensar no antigo amor!
    Só a minha humilde critica como um Gabriel!
    Parabéns pelo trabalho.

    • Luizinho disse:

      Bela réplica. Tu tá é certo bolinho, não existe fórmula perfeita de felicidade, o exemplo do Gabriel do texto pode muito bem se enquadrar no modelo de felicidade de muita gente assim como o modelo de muitas outras é o da “família clássica”.

    • Luciana disse:

      Ahhh, Gabriel…. O principal público do precisava escrever é feminino. E portanto, creio Rafael tenha escrito pensando em nós, mulheres. Afinal, qual a mulher que não gostaria que se ex, que está vivendo numa fase pegador, ao se deitar na cama chorasse pensando nela?!
      E na minha opinião o texto de Rafa fala bem da realidade: os relacionamentos estão tão superficiais que o cara pode estar na melhor fase com as mulheres, mas nenhuma a completa e isso o torna vazio. Vai dizer que você nunca se sentiu assim: Cheio de gente a sua volta, mas um vazio por dentro?

    • ahhh ele retratou uma pessoa apenas.. o que não quer dizer que o certo seja uma família etc, mas no caso deste gabriel em si, ele mostra ser o ‘garanhão’ fora de casa, mas no travesseiro, ainda é ela. E isso acontece muito!!!!! Existem Gabrieis que se divertem numa boa, sem ninguém pra chorar a noite, ou tem uma Fabiana na hora de dormir. Existem os que não querem ninguém. E nesse caso, esse Gabriel, está vazio…

  7. Rebecca Teixeira disse:

    Rafaa descobrir essa sua pagina hoje por um acos, seus texto são simplismente perfeitos. Beijoos :*

  8. rita francisco disse:

    Só damos valor ao que tivemos quando de facto o perdemos!
    Acontece que por vezes, os Gabriéis deste mundo não mudam. Sempre foram assim e sempre assim o serão.
    Podem ter-se tornado assim por terem sofrido um desgosto amoroso ou uma traição e como tal, adoptam este comportamento.
    Acontece que, quando em relações futuras, não vão conseguir amar de verdade e vão enrolar com mentiras e traições e mágoas.
    Quando a pessoa que está na relação se cansa deste sofrimento causado pelos “Gabriéis” se cansa e vai embora, chega a solidão, o choro e o desespero de se ter perdido alguém. Ai se percebe que a pessoa era importante. Que fazia falta… Que afinal era amada e que fazia o Gabriel feliz.
    Mas depois…. tarde demais……..

  9. Juninho Alvarenga disse:

    Aí pensamos em tudo que já passou e em tudo que está por vir. Lembramos daquela ótima pessoa que um dia esteve ao nosso lado, mas não soubemos trata-la da maneira como deveria, e esquecemos de dar atenção às pequenas coisas, deixando, assim, transparecer uma evidente imaturidade, dada em razão de dar mais atenção a outras pessoas, de não conseguir conversar sem que haja discussão, aceitar o erro quando estávamos incontestavelmente errado, ou ceder, mesmo que quando certo, para evitar brigas e dores desnecessárias, e nos sentimos culpados.
    Hoje ela não se faz presente. Está oferecendo a outro todo carinho que poderia ainda ser seu. Você, da mesma forma, tenta seguir em frente, e no caminho conhece outras que não correspondem, que não se preocupam, que lhe magoam, fazendo com que a cada dia seja mais difícil querer estar realmente junto de alguém. Nessa hora, por mais que possam existir muitas, você se sente vazio, pois existe um buraco não preenchido, e como medo, pois uma nova tentativa pode ser tornar uma nova decepção.

  10. Ana disse:

    heuheuheuhehe… tenho a impressão de que todos os homens passam por essa fase e acabam desse jeito: “Pensou na ex, chorou e dormiu.”

  11. eu adoro esse texto! retrata tão bem… =]

  12. Rizia disse:

    ta de parabéns, toop!

  13. Tatiane França disse:

    Chorou, dormiu… E no outro dia fez tudo errado de novo.

  14. Laris disse:

    Esse Gabriel, pode ser mulher? Por que sou exatamente assim!!!
    E as vezes me pergunto onde foi q eu errei??

  15. Laris disse:

    Esse Gabriel, pode ser mulher?
    E as vezes me pergunto onde foi q eu errei??

  16. Laris disse:

    E as vezes me pergunto onde foi q eu errei??
    Se não abro a chance para todas as oportunidades, como vou poder saber o que eu gosto ou quero?

  17. Laris disse:

    Se não abro a chance para todas as oportunidades, como vou poder saber o que eu gosto ou quero?
    As vezes me pergunto onde foi que errei?

  18. Isadora disse:

    Texto perfeito maravilhoso mesmo, conheci seu trabalho ontem já estou adorando, louca pelo livro, parabéns, você é um ótimo escritor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *